• MAIO

    LUÍS SEVERO

    O nosso amor partiu a medo

    E em tanto desencontro

    Voltou mais sossegado

     

    Aos poucos fomos aprendendo

    Teimosos como o touro

    No amor desarrumado

     

    Hoje o sol voltou

    E no mesmo lugar

    Tu sempre aqui ao lado

     

    Dançamos outra vez

    Ainda estou apaixonado

     

    Sais no calor do teu momento

    Fica a piada tua

    A esperar-te às seis da tarde

     

    Tu tens colegas e emprego

    Papéis, vida de rua

    E a força da bondade nunca te enganou

     

    Não vais planear

    Que se a dúvida dá certo

    O certo sai furado

     

    Se estamos bem, 'tá bom

    Já lá vem a luz de Maio

     

    Hoje o sol voltou

    Hoje o sol voltou

    Sem amor para estear

    Porque a festa da flores

    Não soube a quase nada

    Sem dizer teu nome

    Saudade não acaba

    Se hoje o sol voltou

     

    O encanto a quebrar

    Mil cheiros no ar

    E a chuva no molhado

     

    Mas ficámos os dois

    E a sonhar já se fez Maio

     

    Não soube a quase nada

    Sem dizer teu nome

    Saudade não acaba

    Se hoje o sol voltou